fbpx
PUBLICIDADE

Alvo de inquérito, Kicis protocola pedido de impeachment de Alexandre de Moraes

Parlamentar do Distrito Federal ao lado de deputados ligados a Jair Bolsonaro protocolou pedido no Senado Federal; agora, peça precisará ser admitida pelo presidente da Casa para continuar tramitação
Deputada federal Bia Kicis (Foto: Bruno Peres/Lid. PSL)

Bia Kicis (PSL/DF) (Foto: Will Shutter/ Câmara dos Deputados)

A deputada federal Bia Kicis (sem partido/DF) divulgou nas redes sociais na noite desta quarta-feira (27) que, em coautoria com os deputados Filipe Barros (PSL/PR) e Carlos Jordy (PSL/RJ), protocolou um pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Conforme rege a Constituição, o pedido precisará ser admitido pelo presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM/AP), para seguir a tramitar. [1]

Moraes, como se sabe, foi quem ordenou, na manhã desta quarta (27), uma operação que contou com mandados de busca apreensão contra empresários, blogueiros e ativistas, bem como determinou oitivas pela Polícia Federal a parlamentares ligados a Jair Bolsonaro.

A medida teve como base um inquérito interno que investiga ações que afetariam a “honorabilidade” do Supremo e de seus ministros.





Movimentos liberais criticaram a operação, ressaltando o fato de o inquérito ser de iniciativa do próprio Supremo, que é vítima das supostas infrações e, ao mesmo tempo, instância julgadora. A Procuradoria-Geral da República impetrou com pedido nesta quarta-feira (27) para que o inquérito seja suspenso. [2]

Foto: Reprodução/Twitter




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama