fbpx
PUBLICIDADE

Ministro da Economia e presidente da Câmara estão rompidos, diz jornal

O ministro da Economia do governo Bolsonaro está em rota de colisão com o presidente da Câmara dos Deputados em razão do projeto
(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

A relação entre o ministro da Economia do governo Bolsonaro, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, já foi considerada próxima por diversos analistas, diante da discussão das pautas caras à pasta. Neste sábado (18), uma reportagem do Estadão destaca que os dois estão rompidos e não mantêm contato. [1]

PUBLICIDADE

O motivo é a votação do projeto de socorro emergencial do governo a estados e municípios. Segundo a reportagem, assim como o presidente Jair Bolsonaro, Guedes está convencido de que Maia está operando para prejudicar drasticamente as finanças da União e inviabilizar uma recuperação econômica do país, em articulação com os principais adversários do presidente: os governadores João Doria, de São Paulo, e Wilson Witzel, do Rio de Janeiro.

Leia também:  Corregedor do TSE libera julgamento de cassação da chapa presidencial

Guedes concorda também com Bolsonaro, segundo a reportagem, em que Maia pretende dar um golpe político no governo. Em contrapartida, o presidente da Câmara retruca que a equipe técnica do ministério da Economia está usando dados falsos para tenta bloquear o que seria um auxílio necessário aos governadores e prefeitos durante o enfrentamento da crise provocada pela pandemia do coronavírus.

PUBLICIDADE

De acordo com Paulo Guedes, o acordo é inaceitável e um “arrombamento geral da República”. O ministro havia dito que pediria ao Senado para salvar a República, com o avanço do projeto, mas o Senado, após a pressão de 25 governadores em carta pedindo a aprovação integral, não construiu um acordo para a votação nesta semana.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?