fbpx
PUBLICIDADE


Coronavírus: Caio Coppolla denuncia risco de ‘perseguição às liberdades’

Comentarista político conservador criticou na CNN Brasil a ameaça de endurecimento das medidas de quarentena pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB); uso de dados de celulares também foi criticado

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/CNN

A ameaça de endurecimento das medidas de quarentena impostas por governadores Brasil afora gerou duras críticas do comentarista político Caio Coppolla. Nesta sexta-feira (10), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), chegou a ameaçar decretar a prisão dos indivíduos que furarem o bloqueio sem motivo caso o isolamento siga afrouxando, segundo mostram dados de empresas de telefonia.

“O nosso compromisso tem que ser com os direitos humanos. A gente está falando de liberdade de trânsito, liberdade de ir e vir, não é? Se o governo de São Paulo quer que as pessoas respeitem a quarentena, então que apresente mais argumentos irrefutáveis. Até porque as pessoas são as maiores interessadas na sua própria saúde e na saúde das pessoas que elas amam”, disse o comentarista na CNN Brasil.


PUBLICIDADE



Coppolla considerou ainda que a fase de pandemia representa um “momento de amadurecimento político” e que “o brasileiro não engole mais paternalismo estatal”.

Na avaliação dele, a possibilidade de um amplo conjunto de medidas faz  “ressurgir aquele ditadorzinho enrustido que existe dentro de muitos políticos”.

“É óbvio que uma medida de monitoramento agressiva que consegue determinar se você está a 300 metros da sua própria casa – informações essas nas mãos de empresas privadas – pode degringolar em uma grande perseguição às liberdades individuais“, reclamou.

Na avaliação dele, há uma “constrangedora contradição” e uma “vergonha” que um governo “que não monitora com tornozeleiras eletrônicas de seus criminosos soltos em saída temporária” e agora “cogita multar o cidadão com base na sua rota a partir da espionagem de seus aparelhos celulares”.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liebrdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.