fbpx
PUBLICIDADE

‘O que mais tem é social democrata cobrando privatização’, diz Paulo Guedes

O ministro comentou a participação da pasta da Economia nos esforços de enfrentamento da crise causada pelo coronavírus e os demais projetos
Foto: (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Foto: (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

O ministro da Economia, Paulo Guedes, concedeu neste sábado (28) uma entrevista ao vivo através do Youtube ao canal da XP Investimentos. Entre outras declarações, ele disse que há sociais democratas pedindo que os liberais do ministério acelerem as privatizações de empresas estatais.

PUBLICIDADE

“Aqui o que mais tem é social democrata cobrando do liberal que acelere a privatização”, diz Paulo Guedes, avaliando a temperatura em Brasília neste momento. O ministro também garantiu não haver nenhuma possibilidade de abandonar o governo: “não vou deixar o país no momento mais difícil sabendo que posso ajudar”. Guedes apelou aos empresários para terem paciência e aguardarem a formalização das medidas de auxílio do governo.

O ministro asseverou também que, após quatro ou cinco meses de crise em decorrência do coronavírus, o ministério conseguirá organizar os trabalhos e trazer resultados. Pontuou, entretanto, que a relação com a Saúde ainda está cercada de nebulosidade: “O período que a economia aguenta (medidas de isolamento social) possivelmente é menor do que a Saúde exige. Vai depender muito de como suba a nossa curva (de contaminação)”, avaliou.

PUBLICIDADE

Guedes defendeu a multiplicação de testes para verificar os casos de contaminação e evitar que o combate estratégico à pandemia se baseie em informações erradas. Ele sustentou que, garantindo a oxigenação dos recursos essenciais com manutenção dos transportes, a economia pode suportar medidas mais duras de contenção do contágio por mais tempo, mas pode haver um momento em que ela sofra “uma catástrofe”.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama