fbpx
PUBLICIDADE


‘Esperança é que Luiz Fux peça vistas do processo e interrompa julgamento’

Vereador de São Paulo e uma das lideranças do Movimento Brasil Livre (MBL), Fernando Holiday fez dura declaração nas redes sociais em que afirma que voto de Rosa Weber foi ‘soco no estômago dos brasileiros’

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Pleno News)

Uma das principais lideranças do Movimento Brasil Livre, o vereador de São Paulo, Fernando Holiday (DEM), classificou nas redes sociais na noite desta quinta-feira (24) o voto proferido pela ministra Rosa Weber, do STF, como um “soco no estômago dos brasileiros”. [1]

“Agora, nossa esperança é que [o ministro] Luiz Fux peça vistas do processo e interrompa o julgamento até a aposentadoria do [ministro] Celso de Mello”, complementou o parlamentar, que alertou que caso isso não ocorra “viveremos em um filme de terror” e “a ordem jurídica irá para o espaço”.

A crítica de Holiday surge após o posicionamento da ministra Rosa Weber no julgamento que avalia a constitucionalidade da prisão após a segunda instância, regra atualmente vigente com autorização do Supremo.

Ao contrário do que defendeu na votação do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando foi favorável à continuidade da regra atual, Weber defendeu, agora, que a prisão só seja obrigatória após o esgotamento dos recursos, quando há trânsito em julgado.


PUBLICIDADE



O voto, como se sabe, frustrou parte das expectativas e foi considerado como um dos divisores de água do julgamento, que deve terminar com o placar acirrado – e que tende, neste momento, pela mudança do entendimento.

Movimentos populares alinhados à direita, críticos ao retrocesso da regra e defensores da prisão já em segunda instância, destacam que há o risco de Lula, Eduardo Cunha e outros presos da Operação Lava Jato serem libertos. [2]

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.