fbpx
PUBLICIDADE


Dallagnol critica Bolsonaro por interferência no combate à corrupção

Em entrevista a site paranaense, procurador-chefe da Operação Lava Jato afirmou que os três poderes estão agora agindo para “enfraquecer” o combate à corrupção e citou ações de Bolsonaro como exemplo

- Publicado no dia
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A pauta do combate à corrupção uniu a direita brasileira, em suas mais variadas subvertentes, durante longos anos. Ao que parece, essa fase teve um fim. Em entrevista ao site Gazeta do Povo, o procurador Deltan Dallagnol criticou o presidente Jair Bolsonaro. [1]

“Ao longo da campanha eleitoral, ele se apropriou de uma pauta anticorrupção. Agora, o que nós vemos é que ele vem se distanciando desta pauta quando coloca em segundo plano o projeto anticrime do juiz Sérgio Moro. Ele coloca em segundo plano essa pauta quando faz mudanças no Coaf e desprestigia o auditor da Receita Federal Roberto Leonel, que trabalhou na Lava Jato”, disse Deltan, que é coordenador do MPF na operação de corrupção mais importante da história do país.


PUBLICIDADE



Em outro momento da entrevista, o procurador afirmou que há um “movimento amplo” no sentido de enfraquecer as medidas de combate à corrupção “que engloba o [Poder] Legislativo, o Executivo e o Judiciário”.

As declarações de Deltan vêm após uma crítica do presidente Jair Bolsonaro ao procurador. No início de agosto, Bolsonaro chegou a compartilhar uma publicação que sugeria que Deltan era ligado à esquerda em resposta a uma internauta que pediu que ele fosse indicado à Procuradoria-Geral da República. Esta também será uma das pautas do Movimento Vem Pra Rua nos atos mobilizados para este domingo (24) nas principais cidades do país. [2]


PUBLICIDADE



Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.