fbpx
PUBLICIDADE


Deputado do PSL desafia lideranças do MBL para um debate sobre economia

Marcio Labre, ligado ao site ‘Terça Livre’, afirmou que seria capaz de colocar qualquer ativista do MBL no bolso em um debate sobre economia e afirmou que entidade ‘de liberal não tem nada’

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/Facebook

Em resposta a uma crítica do MBL-RJ sobre a possibilidade de se criar o fundão eleitoral, o deputado federal Marcio Labre (PSL/RJ) desafiou na última sexta-feira (26) nas redes sociais os ativistas da entidade para um debate sobre economia. No vídeo, o parlamentar classificou o movimento como uma “turminha que de liberal não tem nada” e seus ativistas de “molecada que brinca de fazer política e falar de economia”.

“O que vocês têm é um fã-clube de adolescentes que curtem as ideias bobocas que vocês defendem. Porque vocês não entendem nada de economia. Se vocês quiserem discutir economia comigo, vamos para uma discussão boa. Estou convidando vocês, o Renan Santos, o Fabio Ostermann [n.e: que já se desligou do MBL], a irem lá no Congresso discutir economia […] ou onde quiserem. Aí veremos quem entende do mundo real e quem entende apenas de planilha do Excel”, convidou o parlamentar.


PUBLICIDADE



Ligado ao site Terça Livre, de viés bolsonarista, Labre afirmou que vai resolver as divergências “em cima da mesa, no microfone” e que coloca “qualquer um” do MBL “no bolso”.

Resposta

Em resposta, um ativista do MBL-RJ afirmou que está à disposição para debater com o deputado do PSL e frisou que o trabalho que o parlamentar tem feito é muito ruim.

“Acredito que o senhor tenha uma grande bagagem para discutir sobre o Brasil, sobre economia, sobre o assunto que você quiser”, ironizou Cadu, que complementou “estar aberto ao debate, bem como o Kim Kataguiri”. “Seria muito interessante vê-lo debatendo com o Kim Kataguiri. Ele é um dos dez deputados melhores do Brasil, já o senhor é o 155º do Ranking dos Políticos”, respondeu.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.