fbpx

Após derrubada de decreto no Senado, Jair Bolsonaro desabafa no Twitter

No Twitter, o presidente afirmou que "o direito à legítima defesa não pode continuar sendo violado" e que "nem todo mundo tem a condição de ter segurança armado"
(Foto: Valter Campanato/ABr)

Compartilhe

(Foto: Valter Campanato/ABr)

O presidente Jair Bolsonaro – e as liberdades individuais – sofreram uma dura derrota no Senado na noite desta terça-feira (18) com a derrubada do decreto que flexibilizava a posse e o porte de armas de fogo. Quase às 23h, o presidente decidiu se manifestar no Twitter. [1][2]

“Quem deixa de ter acesso a armas de fogo com [as] leis de desarmamento: o cidadão que quer apenas se proteger ou o criminoso, que, por definição, não segue as leis?”, perguntou Bolsonaro.

[wp_ad_camp_1]

Na sequência, o presidente disse que “o direito à legítima defesa não pode continuar sendo violado” e que “nem todo mundo possui condição de ter seguranças armados”.

+ Por 47 a 28, maioria do Senado decide sustar decreto de Bolsonaro sobre armas

Leia também:  Moraes arquiva investigação contra Bolsonaro por dormir em embaixada

[wp_ad_camp_3]

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?