fbpx
PUBLICIDADE


Após derrubada de decreto no Senado, Jair Bolsonaro desabafa no Twitter

No Twitter, o presidente afirmou que “o direito à legítima defesa não pode continuar sendo violado” e que “nem todo mundo tem a condição de ter segurança armado”

- Publicado no dia
(Foto: Valter Campanato/ABr)

O presidente Jair Bolsonaro – e as liberdades individuais – sofreram uma dura derrota no Senado na noite desta terça-feira (18) com a derrubada do decreto que flexibilizava a posse e o porte de armas de fogo. Quase às 23h, o presidente decidiu se manifestar no Twitter. [1][2]

“Quem deixa de ter acesso a armas de fogo com [as] leis de desarmamento: o cidadão que quer apenas se proteger ou o criminoso, que, por definição, não segue as leis?”, perguntou Bolsonaro.


PUBLICIDADE



Na sequência, o presidente disse que “o direito à legítima defesa não pode continuar sendo violado” e que “nem todo mundo possui condição de ter seguranças armados”.

+ Por 47 a 28, maioria do Senado decide sustar decreto de Bolsonaro sobre armas

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.