fbpx

Secretário adjunto de desestatização é escolhido para presidir o BNDES

Após pedido de demissão de Joaquim Levy, presidente anuncia escolha de nome técnico de dentro do governo para presidir o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para 'abrir a caixa preta'
Gustavo Montezano é pós-graduado pelo Ibmec/RJ (Foto: Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro anunciou no início da noite desta segunda-feira (17) o nome do novo presidente do BNDES. Será o economista Gustavo Montezano, que assumia então o posto de secretário adjunto de desestatização, número dois da pasta comandada por Salim Mattar no Ministério da Economia. [1]

Montezano é mestre em economia pelo Ibmec-RJ e engenheiro graduado pelo Instituto Militar de Engenharia (IME). Na carreira privada, trabalhou em bancos de investimentos como o BTG Pactual e o Opportunity.

[wp_ad_camp_1]

Presidente do conselho deliberativo do Instituto Liberal, o economista Rodrigo Constantino celebrou a notícia. “Número dois do Salim Mattar, então só pode ser fera! Boa escolha, ministro”, referindo-se à Paulo Guedes. [2]

Após o pedido de demissão de Joaquim Levy, diversos nomes foram especulados para assumir o posto. Dentre eles, Gustavo Franco e o próprio Salim Mattar.

[wp_ad_camp_3]

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?