fbpx
PUBLICIDADE


Grupo projeta frase em universidade: ‘Greve sem reforma não resolve’

Membros de uma organização carioca promoveram manifestação inusitada em frente a via movimentada do Rio para oferecer uma resposta aos protestos da última quarta-feira

- Publicado no dia
(Foto: Divulgação)

As manifestações que tomaram as ruas na última quarta-feira (15) contra o contingenciamento de verbas realizado pelo Ministério da Educação reuniram estudantes e militantes partidários que são contrários à reforma da Previdência. Um grupo autointitulado de direita no Rio de Janeiro considera que isso é uma incoerência – e resolveu estampar essa acusação em público para todo mundo ver.

Na noite da última quinta-feira (16), o grupo Endireita Rio projetou com laser no hospital Clementino Fraga Filho, pertencente à Universidade Federal do Rio de Janeiro, uma grande inscrição dizendo que “Greve sem reforma não resolve”. A face do hospital sobre a qual a projeção foi exibida fica exatamente em frente à Linha Vermelha, uma das vias mais importantes da cidade. Um dos líderes do grupo, Rick Couto, falou ao Boletim:

“A nossa proposta é criticar as manifestações da esquerda, mas sermos propositivos. Queremos deixar claro qual a única solução para o problema fiscal que o país passa, e que obrigou o governo a fazer o contingenciamento de despesas na educação. Sem a reforma da previdência, não adianta greve, manifestação, ou qualquer outra coisa. A esquerda quer que o governo invista pesado, mas esquece que sem responsabilidade fiscal isso não é possível”.


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.