PUBLICIDADE


Onyx anuncia MP sobre liberdade econômica nos próximos dias

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro e revelou que nova medida vai ‘tirar o governo do cangote das pessoas’

- Publicado no dia
Jair Bolsonaro e Onyx Lorenzoni (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

O Ministro Chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM/RS), esteve reunido com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Alvorada no último domingo (28) e, na saída, declarou que o governo deve editar nos próximos dias uma Medida Provisória para ampliar a liberdade econômica do país.

O ministro declarou ainda que “pela primeira vez na história republicana brasileira, o cidadão diante do estado vai ter a verdade com ele”, se referindo à alta burocracia necessária no país.


PUBLICIDADE



“Essa medida é muito importante porque vai fazer aquilo que o presidente já dizia durante a campanha de tirar o governo do cangote das pessoas”, disse o ministro, que afirmou que mais detalhes serão expostos com a assinatura da medida, adiantando porém que se trata da “simplificação”.

Ainda segundo Onyx, a medida foi estruturada pelo Ministério da Economia e está tramitando em outros ministérios para uma maior colaboração do projeto.

Esta MP vem para reduzir o numero de documentos, por exemplo, para gerar uma facilidade em abrir novas empresas pela população, segundo o ministro, que ainda informou “o governo tem avançado muito na digitalização dos serviços”.

Em março, o Secretário de Desburocratização, Governo Digital e Gestão do Ministério da Economia afirmou que uma das medidas que estavam sendo planejadas era ampliar a rapidez na criação de empresas.

Na ocasião, afirmou que o projeto que sua equipe estava trabalhando era de dispensar a necessidade de autenticação de documentos no cartório, permitindo que os sócios da empresa não precisem de contador ou um advogado para registrar a organização junto à Junta Comercial.


PUBLICIDADE



Relação com a Câmara

Onyx também comentou a relação do presidente Jair Bolsonaro com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ). De acordo com o ministro, eles terão um canal direto de contato e que o diálogo está “absolutamente pacificado”.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Leia também:  Deputada Janaina Paschoal, do PSL, critica Bolsonaro e atos do dia 26
Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


 

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.