fbpx
PUBLICIDADE


Suspeito de matar Marielle pesquisou sobre Fernando Holiday, do MBL

Ronnie Lessa, preso nesta semana após investigação apontar evidências de que poderia estar envolvido com o assassinato de Marielle Franco, pesquisou sobre “pretos, pobres e viados” em 2017 no Google

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Pleno News)

Registros apontam que o ex-policial militar Ronnie Lessa, suspeito de ser o assassino de Marielle Franco, pesquisou sobre o vereador Fernando Holiday (DEM/SP), de São Paulo, coordenador nacional do MBL. [1]

A denúncia, feita primeiramente pela revista Época com base em dados obtidos da investigação do assassinato, aponta que Lessa pesquisava sobre “pretos, pobres e viados” no Google em 2017 quando chegou a Holiday.


PUBLICIDADE



Não seria, contudo, a primeira vez que Holiday se vê diante de uma ameaça. Em 2018, o parlamentar foi alvo de tiros em seu gabinete. Na ocasião, o vereador falou que o atentado não iria calar sua atuação política, de viés liberal.

A princípio, não há ligação entre os fatos. Também não há evidências, tirando a pesquisa, de que Ronnie Lessa teria interesse de cometer algum ato contra Holiday. Assim como Marielle, Holliday é negro e homossexual.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.