fbpx
PUBLICIDADE


Livres repudia declaração de Bolsonaro sobre democracia e militares

Presidente da República disse em encontro com militares que a democracia e a liberdade somente persistem se as Forças Armadas “assim o quiserem”

- Publicado no dia
Bolsonaro em visita ao Gabinete de Segurança Institucional em janeiro (Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil)

Uma declaração polêmica do presidente Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (7), em discurso realizado durante a cerimônia dos 211 anos do Corpo de Fuzileiros Navais no Rio de Janeiro, gerou reação do movimento suprapartidário Livres. O movimento manifestou seu repúdio ao comentário do presidente. [1] [2]

Bolsonaro disse que a democracia e a liberdade só existem enquanto as Forças Armadas “assim o quiserem”. No mesmo discurso, o presidente declarou que sua missão é governar ao lado “das pessoas de bem”, “que respeitam a família”, “amam a pátria” e “querem aproximação com países que tem ideologias semelhantes à nossa, daqueles que amam a democracia e a liberdade”.

Para o Livres, a declaração “evidencia uma completa inversão de valores por parte do presidente. As Forças Armadas devem sempre estar subordinadas aos princípios de liberdade e democracia. O contrário é sintoma de despotismo e tirania, caminho para violação dos direitos humanos fundamentais”. Para eles, a fala deve ser repudiada em coerência com os princípios “de liberdade por inteiro” que defendem.


PUBLICIDADE



Em defesa de Bolsonaro

O vice-presidente, Hamilton Mourão, se manifestou em defesa do comentário de Bolsonaro. “Ele está sendo mal interpretado. O presidente falou que onde as Forças Armadas não estão comprometidas com democracia e liberdade, esses valores morrem. É o que acontece na Venezuela. Lá, infelizmente as Forças Armadas venezuelanas rasgaram isso aí”, disse Mourão a jornalistas.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.