fbpx
PUBLICIDADE


Gilmar Mendes e Lula conversam no telefone e se emocionam, diz jornal

Segundo informações divulgadas pelo jornal ‘Folha de S. Paulo’, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, teria telefonado para o ex-presidente Lula no velório de seu neto

- Publicado no dia
Lula sai do no velório de seu neto e faz aceno à multidão (Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve presente no velório de seu neto, Arthur, morto nesta sexta-feira (1º), aos 7 anos, em São Bernardo do Campo (SP), após receber autorização da justiça. Condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, Lula cumpre pena em regime fechado em Curitiba e voou até a cidade paulista por meio de um avião oficial do Estado do Paraná cedido pelo governador Ratinho Junior (PSC). [1]


PUBLICIDADE



No encontro, Lula, sempre observado por policiais, pôde conversar com antigos aliados políticos – entre eles, Dilma Rousseff, Aloizio Mercadante e Paulo Okamoto. Segundo informações divulgadas pelo jornal Folha de S. Paulo, contudo, os contatos não pararam por aí.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, teria telefonado para Lula por meio do celular de um intermediário. Ambos teriam se emocionado na ligação, em que Mendes afirmou que estaria “rezando” por Lula. A esposa do ministro, Guiomar, também estaria se solidarizando com a família pela morte do menino.

Não noticiou-se que qualquer outro ministro do Supremo tenha feito o mesmo gesto a um condenado. Resta saber, agora, se Gilmar se declarará impedido quando o processo de Lula chegar ao Supremo. [2]

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


 

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.