fbpx
PUBLICIDADE


‘Ninguém sabe por qual razão Bebianno está sendo afastado’, diz Janaina Paschoal

Deputada estadual mais votada de São Paulo, com mais de 2 milhões de votos, e coautora do pedido de impeachment que resultou na queda de Dilma Rousseff, Paschoal manifestou-se nas redes sociais

- Publicado no dia
Janaina Paschoal foi a deputada estadual mais votada de São Paulo, com mais de 2 milhões de votos (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Deputada estadual mais votada de São Paulo e coautora do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, Janaina Paschoal (PSL) comentou, neste sábado (16), a atual crise do governo envolvendo o ministro Gustavo Bebianno. Ela pediu clareza nas decisões e reforçou a importância de o governo mudar de postura.

Desabafando nas redes sociais, Paschoal afirmou que “é preciso entender que não é possível conduzir o governo como a campanha” e que, no governo, “a caneta está na mão do presidente”, uma provável referência indireta à participação de Carlos Bolsonaro no processo de desgaste de Bebianno. [1]


PUBLICIDADE



“Durante a campanha, até era possível fomentar a guerra de todos contra todos e deixar que a situação se acomodasse naturalmente, sem que ninguém ficasse ressentido com o candidato, que era de todos. Mas, no governo, tal postura será insustentável. Não tem cabimento um Presidente da República dizer que demitirá uma pessoa passados três dias. As admissões e demissões devem ser decididas e simplesmente comunicadas. Ademais, um líder precisa adotar critérios minimamente claros”, ponderou a deputada. [2]

A parlamentar afirmou ainda que “já se iniciou uma guerra de narrativas”, onde “uns tentam divinizar [o Ministro] Gustavo Bebianno, outros Carlos Bolsonaro”. “Mas a verdade é uma só: ninguém sabe por qual razão o Ministro está sendo afastado”, concluiu. [3]

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.