fbpx
PUBLICIDADE


Ministro de Bolsonaro cogita regulação no horário de venda de bebidas alcoólicas

Ministro lembrou a Islândia e a cidade de Diadema, em São Paulo, para defender que medidas restritivas ao consumo e venda de álcool podem afetar positivamente segurança pública

- Publicado no dia
Osmar Terra, ministro de Bolsonaro (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Apesar dos muitos nomes liberais que constituirão o futuro governo Jair Bolsonaro, a nova gestão não descarta intervir na liberdade econômica para regular ainda mais a venda de bebidas alcoólicas. Ao menos é isso o que defendeu o futuro ministro da Cidadania, Osmar Terra, em entrevista ao jornal O Globo nesta sexta-feira (21).

Terra afirmou que se “pode pensar” na redução de horários de venda de bebidas alcoólicas em restaurantes e bares, utilizando como referência uma série de medidas restritivas adotadas pela Islândia. “Eles saíram da juventude que mais usava drogas para a que menos usa hoje”, afirmou.


PUBLICIDADE



“A maior parte dos acidentes e mortes causadas por pessoas embriagadas acontecem sempre depois da meia-noite. Acho que podemos colocar alguns limites para venda de bebidas em lugares mais violentos. Não precisa ser em todo país. Dá pra mapear a violência”, opinou Terra, que também afirmou que a cidade de Diadema, em São Paulo, atingiu bons resultados na redução de mortes violentas com a restrição de horário na venda de bebidas.

Questionado se já havia levado essa ideia ao presidente eleito Jair Bolsonaro, afirmou que “está conversando sobre isso”.

[irp posts=”13636″ name=”RJ: deputados aprovam lei que iguala preços de bebidas geladas e em temperatura ambiente”]

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.