fbpx
PUBLICIDADE


Deputado do NOVO está cético com a bancada liberal, que já recebeu nome

Deputado federal eleito pelo Rio de Janeiro, Paulo Ganime afirmou que vê com ceticismo a iniciativa, que já possui um grupo no Whatsapp e foi criada por um movimento liberal

- Publicado no dia
Deputado federal eleito pelo Partido Novo, Ganime é do Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

O deputado federal eleito Paulo Ganime (NOVO-RJ) afirmou em evento no Rio de Janeiro na última segunda-feira (26) estar cético quanto ao funcionamento de uma bancada liberal na Câmara dos Deputados, batizada de “Bancada Reformista”.

Atualmente apenas um grupo do Whatsapp, Ganime revelou que tem gente de vários partidos e foi criada por “um dos movimentos liberais”, sem citar nomes. O MBL é um dos entusiastas da iniciativa, como apurou o Boletim da Liberdade.


PUBLICIDADE



“Eu espero que funcione, mas sou cético. Porque é o que você falou: quando chegar lá e apertar o calo, até que ponto eles vão manter o discurso? Isso a gente não sabe. Se mantiverem, ótimo: estamos juntos. Se não mantiverem, a gente vai estar lá pra brigar”, afirmou.

Direito a 238 assessores

No mesmo evento, Ganime adiantou ainda que já houve diversas reuniões entre os eleitos do partido e discussões sobre a estrutura que a bancada do NOVO terá na Câmara.

“Qualquer partido, além dos assessores do gabinete individual, tem um número proporcional ao tamanho da bancada. O NOVO tem oito deputados e teremos direito, provavelmente, a 38 assessores para o gabinete da liderança. Teoricamente, são 25 para cada deputado, mais 38. No total, teríamos direito a 238 assessores. Mas temos o compromisso de cortar, pelo menos, a metade. Estamos discutindo essa estrutura e no processo de recrutamento de pessoas para formar essa equipe”, afirmou.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.