fbpx
PUBLICIDADE

Só o mau professor é que se preocupa em ser gravado, diz Bolsonaro em entrevista

Presidente da República eleito concedeu entrevista a Datena e opinou que, no seu entender, não há nada de errado em gravar aulas, inclusive para o aluno assistir em casa depois
Jair Bolsonaro concedeu entrevista a Datena (Foto: Reprodução/Facebook)

Jair Bolsonaro concedeu entrevista a Datena (Foto: Reprodução/Facebook)

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou na tarde desta segunda-feira (5) em entrevista ao programa Brasil Urgente, na Band, que o professor “tem que se orgulhar” de ser gravado. [1]

“O professor tem que se orgulhar. Até para [o aluno] em casa poder assistir novamente. No meu entender, só o mau professor é que se preocupa com isso aí”, afirmou o presidente.

A resposta de Bolsonaro se soma à repercussão do pedido da deputada eleita de Santa Catarina, Ana Caroline Campagnolo (PSL), que os estudantes de seu estado enviassem para ela vídeos que comprovassem doutrinação ideológica em sala de aula. A Justiça pediu que ela excluísse a publicação.





Assim como Campagnolo, Bolsonaro é favorável ao projeto “Escola Sem Partido”, do procurador Miguel Nagib. Nas redes sociais, o Escola Sem Partido afirma que o aluno tem o direito de gravar aulas.

“Qualquer proibição nesse sentido teria de ser imposta por meio de lei”, disse uma nota do movimento, defendendo também que a medida é um exemplo de “transparência [que] se impõe”. [2]

 





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama