fbpx
PUBLICIDADE

Bolsonaro confirma que pretende mudar embaixada para Jerusalém

Em entrevista a jornal israelense, presidente eleito do Brasil afirmou também que o país começará a votar a favor de Israel nas Nações Unidas, algo que não tem ocorrido ao longo dos últimos anos
Israel em frente às muralhas que cercam a Cidade Velha de Jerusalém, em Israel. Parlamentar viajou para a região em 2016 (Foto: Divulgação)
Israel em frente às muralhas que cercam a Cidade Velha de Jerusalém, em Israel. Parlamentar viajou para a região em 2016 (Foto: Divulgação)

O presidente eleito Jair Bolsonaro confirmou em entrevista ao jornal isralense Israel Hayon que pretende transferir a embaixada brasileira em Israel para Jerusalém. A medida já havia sido prometida ao longo da campanha. [1][2]

Para Bolsonaro, Israel, por ser um Estado soberano, decide qual é a sua capital internamente e só cabe ao Brasil seguir.

“Quando me perguntaram durante a campanha se transferiria a embaixada se fosse eleito presidente, respondi sim. Vocês decidem sobre a capital de Israel, não outros povos”, afirmou.





Na mesma entrevista, o presidente eleito afirmou também que o Brasil irá começar votar em favor de Israel na ONU.

[irp posts=”16477″ name=”Associação cria petição para que Brasil mude embaixada de Israel para Jerusalém”]

[irp posts=”11037″ name=”‘Se os países forem reféns dos árabes, não mudarão a sua embaixada’, diz Ronaldo Gomlevsky sobre Jerusalém e Israel”]

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama