fbpx
PUBLICIDADE


No RS, NOVO elege lideranças liberais e o deputado mais votado do estado

Eleitos pela legenda de João Amoêdo marcam um importante avanço das ideias liberais no campo político do Rio Grande do Sul; Marcel van Hattem supera 349 mil votos no estado

- Publicado no dia
Marcel Van Hattem, Fabio Ostermann e Giuseppe RIego (Foto: Reprodução/Facebook)

O movimento liberal do Rio Grande do Sul obteve uma importante e simbólica vitória nas eleições deste domingo (7).

O jornalista Marcel Van Hatten (NOVO), um dos primeiros liberais da nova geração a conseguir espaço na política em 2014, foi eleito como deputado federal mais votado de seu estado. Ao todo, foram 349.855 votos, cerca de 6% do eleitorado gaúcho.

Com a conquista, Van Hattem passa a figurar na lista dos oito deputados federais eleitos pelo NOVO em todo o Brasil e mostra que fez a decisão acertada ao deixar o PP, em 2017, para filiar-se à legenda de João Amoêdo.

Em transmissão ao vivo no Facebook, Marcel agradeceu os eleitores em meio ao comitê lotado em Porto Alegre.

“Não tenho palavras para descrever. Além de estar eleito, estamos em primeiro. Muito obrigado por cada voto, por cada apoio. Nós vamos renovar tudo, vamos à Brasília e fazer a coisa do jeito certo”, disse, entusiasmado.

Já na disputa pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, o NOVO conseguiu emplacar dois deputados estaduais com histórico no movimento liberal.


PUBLICIDADE



O mais votado, Fabio Ostermann, conquistou a marca de 48.897 votos. O cientista político é um dos fundadores do Livres, ex-diretor do Instituto Liberal e um dos idealizadores do Students for Liberty Brasil (antigo EPL) e do Movimento Brasil Livre.

O advogado Giuseppe Riesgo, também do NOVO, conseguiu a segunda cadeira da legenda com 16.224 votos. Com 22 anos de idade, Giuseppe é ex-coordenador do Students for Liberty Brasil (organização estudantil liberal) e um dos membros do grupo de estudos Clube Farroupilha, com sede em Santa Maria.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.