fbpx
PUBLICIDADE


Candidato do NOVO ao governo de MG se aproxima dos 10% e irá a debate da Globo

Empresário Romeu Zema é o candidato a cargo executivo do Partido Novo com melhor desempenho nas pesquisas de intenção de voto e o único até agora confirmado para os debates da Globo

- Publicado no dia
Empresário não poupou elogios ao NOVO e contou parte de sua trajetória (Foto: Reprodução/Facebook)

O candidato do Partido Novo ao governo de Minas Gerais, Romeu Zema, pontuou 9% na pesquisa de intenção de voto do Datafolha divulgada pela TV Globo nesta sexta-feira (26). Com isso, o empresário foi convidado a participar do debate da emissora que será realizado na próxima semana, furando assim a cláusula de barreira para candidatos cujos partidos possuem menos de cinco representantes no Congresso Nacional. [1]

Nas redes sociais, Zema comemorou a decisão. “Deixou de ser diálogo entre o ruim e o pior. Com a minha participação confirmada na Globo, o debate agora será de ideias novas contra os velhos hábitos de quem já teve oportunidade de fazer e não fez. E quem ganha é o mineiro, conhecendo o NOVO”, afirmou. [2]


PUBLICIDADE



Zema apareceu em terceiro lugar, tendo evoluído dois pontos percentuais desde a última consulta do Datafolha, realizada no dia 20 de setembro. Ele aparece atrás apenas do candidato Anastasia (PSDB) e Fernando Pimentel (PT), ex-governador e atual governador de Minas Gerais respectivamente, e à frente do candidato do MDB, Adalclaver.

Diante desse desempenho, o candidato deve ser o único postulante a um cargo executivo do Partido Novo nas eleições 2018 que irá participar de um debate da TV Globo, principal emissora do país, e aquele que até o momento obteve melhor desempenho nas pesquisas de intenção de voto.

Criação Liberal

Em entrevista ao Boletim da Liberdade em abril, Zema afirmou que a situação de Minas Gerais estava “desesperadora”, defendeu a redução de despesas e falou sobre a defesa das ideias liberais.

“Aprendi ainda criança que meu futuro dependeria muito mais do meu próprio esforço e capacidade que de qualquer conexão privilegiada, pessoa ou entidade. Que deveria ficar afastado, nunca depender ou me envolver com o Estado. Existe criação mais liberal que esta?”, disse.

Na ocasião, o empresário afirmou que sua candidatura seria para vencer e explicou sua meta de visitar centenas de cidades mineiras ainda no período de pré-campanha.

“Em várias cidades ainda não temos apoiadores, mas estamos indo lá justamente para isto, para conseguir e mostrar que o NOVO é diferente de tudo que eles conhecem. Ficam encantados. Gosto de desbravar, minha vida sempre foi assim: já abri mais de 400 lojas e consegui apoiadores não tem sido muito diferente”, falou ao Boletim.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.