PUBLICIDADE


Donald Trump avalia abrir investigações contra Google e Facebook

De acordo com a imprensa local, o presidente está pensando em investigar a questão, que também preocupa influenciadores e ativistas brasileiros

- Publicado no dia
(Foto: Andrew Harrer/Bloomberg

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está avaliando tomar uma atitude que promete impactar as discussões sobre o viés ideológico das redes sociais. Conforme a imprensa americana informou neste sábado (22), ele pretende abrir uma grande ação contra gigantes do ramo, como Google e Facebook. [1]

A pretensão seria emitir uma ordem executiva para investigações federais antimonopólio e criminais contra essas redes. A ideia aparece depois que Trump, no último mês, torpedeou as grandes companhias da área por uma alegada manipulação dos resultados de pesquisas em seções de busca. Para ele, por exemplo, pesquisar no Google por notícias referentes ao seu nome levaria a histórias majoritariamente negativas a seu respeito.


PUBLICIDADE


“Departamentos e agências do Executivo com autoridades que poderiam ser usadas para melhorar a competência entre as plataformas on-line deverão usar essas autoridades para promover a concorrência e assegurar que nenhuma plataforma on-line exerça seu poder no mercado de maneira que prejudique os consumidores, incluindo exercendo um viés”, diz um rascunho da ordem que circulou pelos jornais, que não tem seu teor confirmado oficialmente.

O tema já alcança os brasileiros. A questão veio à tona, por exemplo, diante dos episódios envolvendo a exclusão de páginas ligadas ao Movimento Brasil Livre. Muitos influenciadores locais, assim como Trump, receiam que haja uma postura tendenciosa na gestão dessas redes.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Leia também:  Grupos liberais fazem menção a três momentos históricos sobre o movimento nas redes sociais
Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.