fbpx
PUBLICIDADE

Cabo Daciolo reclama das estátuas da Havan e faz promessa inusitada

Deputado federal pelo Patriota afirmou que "está repreendido" a reprodução da estátua em "todo território nacional" e citou condição que envolve os Estados Unidos para utilização da escultura
Réplicas da Estátua da Liberdade, icone norte-americano, é uma das principais referências das Lojas Havan (Foto: Divulgação)
Réplicas da Estátua da Liberdade, icone norte-americano, é uma das principais referências das Lojas Havan (Foto: Divulgação)
PUBLICIDADE

Candidato à presidência da República, o deputado federal Cabo Daciolo (Patriota) surpreendeu seus seguidores com mais uma mais promessa inusitada de campanha. [1][2]

PUBLICIDADE

O presidenciável teceu uma crítica às estátuas da liberdade que enfeitam as lojas de departamento Havan e, sem citar o nome da empresa, afirmou que em seu governo o tamanho máximo permitido para o objeto será de dois metros. Haverá, no entanto, também outra hipótese de as estátuas serem liberadas.

“Começaram a botar isso aqui em nosso país. Vai ter que sair uma por uma. Cada uma que colocarem na nação brasileira terá que colocarem também nos Estados Unidos. Tirem da nação, está repreendido!”, afirmou o parlamentar, que é religioso e conhecido por seu linguajar neopentecostal.

PUBLICIDADE

Até a publicação desta matéria, a Havan não havia se manifestado sobre a promessa.

+ ‘Bolsonaro tem a ideologia de fazer o bem e o melhor’, diz dono da Havan

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama