fbpx
PUBLICIDADE


Daciolo quer ‘roubar’ votos de Bolsonaro, diz presidente do Patriota

O presidente do partido com que Bolsonaro havia fechado acordo antes de ir para o PSL não oculta seu desagrado com o candidato do PSL

- Publicado no dia
(Foto: AFP / Nelson Almeida)

Em entrevista publicada no último dia 12 pelo Estadão, o presidente do Patriota, Adilson Barroso, disse que o principal objetivo de seu candidato à presidência, o Cabo Daciolo, é “roubar” votos de Jair Bolsonaro, do PSL. Ele seria uma opção para o eleitorado evangélico. [1]

“Ele é verdadeiramente temente a Deus. Não nos deixou divulgar o nome dele há 50 dias porque disse que estava fazendo jejum”, comentou Adilson. O Patriota havia sido o partido com que Bolsonaro tinha feito acordo, antes de surpreender boa parte dos espectadores do cenário político e migrar para o PSL.

Barroso continua bastante descontente com Bolsonaro. “Não sei se o Bolsonaro já percebeu, mas a tendência é que Daciolo cresça e muitos votos para ele vão sair do Bolsonaro”, concluiu.


PUBLICIDADE



+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.