NOVO rejeita convite a João Amoêdo para aliança com Bolsonaro

A jurista Janaína Paschoal, que atuou no processo de impeachment de Dilma, havia convidado Amoêdo e sua sigla a se juntarem a Bolsonaro

- Publicado no dia
João Amoêdo (Foto: Reprodução / Blog do Linhares)

O Partido Novo publicou uma nota oficial nesta segunda-feira (30) se posicionando sobre o convite de Janaína Paschoal para uma aliança com o PSL de Jair Bolsonaro. A legenda rejeitou a ideia.

Na nota, o NOVO afirma que Janaína é “uma liderança ascendente da política brasileira” e o partido está seguro “de suas boas intenções ao sugerir uma articulação política para o bem do Brasil”, mas a proposta não é uma possibilidade. O Partido Novo não admite a hipótese de retirar a candidatura de João Amoêdo.

Ainda segundo a nota, o partido está convicto de que o engenheiro é seu melhor representante, o que estaria provado por sua trajetória, e a única coligação que o NOVO fará no primeiro turno será com “o cidadão que anseia por renovação”. Confira a nota na íntegra:


PUBLICIDADE



Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.