fbpx
PUBLICIDADE

Aos gritos de ‘Orkut’, lideranças do MBL protestam em frente à sede do Facebook

Em protesto, Kim Kataguiri afirma que o MBL tentou dialogar com os diretores do Facebook Brasil mas não obteve êxito e que o movimento não sairá da frente da empresa até ela esclarecer motivos de banimento
Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook
PUBLICIDADE

O Movimento Brasil Livre organiza nesta quinta-feira (26) um protesto em frente à sede do Facebook Brasil, em São Paulo. Ao lado de um caminhão de som, já falaram lideranças como Kim Kataguiri, Luciano Ayan, Fernando Holiday e Thomaz Barbosa.

PUBLICIDADE

Dentre os pedidos dos manifestantes, está para que o presidente da empresa no país desça do suntuoso prédio comercial para prestar esclarecimentos sobre a exclusão de páginas e perfis ocorrida nesta quarta-feira (25). As lideranças também protestam pelo dinheiro confiscado pelo Facebook e defendem a instalação de uma CPI no Congresso Nacional para apurar o caso.

“Censuraram sem aviso, sem dizer por qual postagem, sem dizer qual o critério utilizado. Estamos aqui porque o Facebook descumpriu a própria regra. Vamos entrar com ação judicial também”, disse Kim Kataguiri em transmissão ao vivo, ironicamente, no próprio Facebook.

PUBLICIDADE

O ativista também ressaltou que o MBL buscou dialogar com os diretores do Facebook mas ninguém aceitou estabelecer contato. Agora, prometem não sair do endereço até uma resposta do Facebook.

“Se quiserem descer aqui, a gente recebe aqui embaixo. A gente não sobe. Vamos continuar aqui até vocês esclarecerem para o Ministério Público Federal porque vocês fizeram isso“, disse Kim.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama