fbpx
PUBLICIDADE

Para contrapor Bolsonaro, Alckmin exporá fracassos do regime militar

Tucano teria solicitado aos seus estrategistas o levantamento de dados do período militar relativos à inflação e também à quantidade de estatais; ideia é utilizar informações para reduzir discurso de Bolsonaro
O governador de São Paulo Geraldo Alckmin (Foto: UOL)
O governador de São Paulo Geraldo Alckmin (Foto: UOL)
PUBLICIDADE

A pré-candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à presidência da República tem ganhado musculatura nos últimos dias. Após o apoio do Centrão – base fisiológica do Congresso composta, sobretudo, por partidos sem ideologia muito definida, tampouco militância orgânica -, Alckmin já projeta estar no segundo turno contra o candidato do PT. [1]

PUBLICIDADE

Para chegar a esse objetivo, porém, seus estrategistas enxergam que é fundamental desidratar a pré-candidatura de Jair Bolsonaro (PSL), líder nas pesquisas e que formalmente lança-se candidato neste domingo (22), no Rio de Janeiro, na convenção nacional de seu partido.

PUBLICIDADE

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, os tucanos pretendem colar no ex-militar a pecha de despreparado e divulgar fracassos do regime militar. Segundo a publicação, Alckmin pediu pessoalmente que fossem organizados dados relativos à inflação do período e também sobre a quantidade de estatais criadas no regime.

Leia também:  Deputado do NOVO protocola projeto para suspensão de aumento do IOF

Com os dados em mãos, a artilharia para esvaziar o discurso do ex-militar (que exalta o regime) será intensa na propaganda eleitoral para a TV, carro chefe da comunicação do tucano. Ele deve garantir o maior espaço de TV devido ao tamanho de sua coligação.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama