fbpx
PUBLICIDADE


‘Centrão’ fecha apoio à pré-candidatura de Geraldo Alckmin

O ex-governador de São Paulo já tem o maior bloco de partidos a seu favor e contará com significativo incremento no tempo de TV e verba de campanha

- Publicado no dia
Geraldo Alckmin(Foto: Reuters/Adriano Machado)

O “Centrão”, apelido do bloco hoje formado por PP, PR, DEM, PRB e Solidariedade, fechou apoio conjunto à pré-candidatura do tucano Geraldo Alckmin à presidência da República. A informação foi repercutida nesta quinta-feira (19) nos principais veículos jornalísticos, mas só deve ser anunciada formalmente na próxima semana, depois de ser comunicada aos diretórios estaduais das legendas. [1] [2] 

O bloco garante a Alckmin significativa parcela do tempo de propaganda eleitoral garantido por lei, além de uma fatia de 440,5 milhões de reais no fundo eleitoral. Somados, os cinco partidos reúnem hoje 164 deputados federais e 21 senadores, além das governadoras do Paraná e de Roraima.

Porém, ainda existem, nos palanques regionais e estaduais, parlamentares que preferem outros candidatos, mesmo integrando os partidos do grupo. O “Centrão” é uma coalizão com poder suficiente para sustentar um governo no Congresso, bem como para causar sérios problemas a um presidente.

Alckmin já contava com outros cinco partidos na base de apoio da candidatura tucana: PSD, PV, PTB e PPS. O candidato a vice-presidente deverá ser o empresário mineiro Josué Gomes da Silva (PR), filho de José Alencar, que ocupou a mesma função nos mandatos petistas do ex-presidente Lula.

Financiamento sindical

Por iniciativa do Solidariedade, de acordo com veículos como a Folha, o “Centrão” incluiu, entre as exigências para apoiar Alckmin, o estabelecimento de uma nova fórmula de financiamento dos sindicatos. A visão do pré-candidato sobre a possibilidade ainda não é conhecida. [1] 


PUBLICIDADE



+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.