fbpx
PUBLICIDADE


MBL alerta que página do RJ foi tirada do ar após meme com Lula

Diretório estadual do Rio de Janeiro do Movimento Brasil Livre tinha uma página com dezenas de milhares de seguidores e amanheceu nesta quarta-feira (11) fora do ar

- Publicado no dia
Manifestação do MBL no Rio de Janeiro em 2015 (Foto: Reprodução / Facebook MBL)

O Facebook está apertando o cerco contra páginas e grupos ligados à política. Nesta quarta-feira (11), o MBL denunciou a derrubada da fanpage do movimento no Rio de Janeiro. Na terça (11), foi a popular “Corrupção Brasileira Memes” que caiu, depois de já ter acumulado mais de 1 milhão de seguidores.

Em nota oficial, o MBL-RJ afirmou que são “tempos sombrios” e que será preciso se preparar para a “resistência”. “Não é a primeira, nem a segunda, nem a terceira página sobre política que o Facebook derruba. Já é notícia corriqueira. O engraçado é que isso nunca acontece com páginas de esquerda. Por que será?”, questiona a nota.


PUBLICIDADE



Em declaração ao Boletim da Liberdade, Bernardo Sampaio, coordenador estadual da entidade, afirmou que ações coordenadas de “grupos organizados de esquerda” podem também ter colaborado com a censura.

“Coincidentemente o meme que mais viralizou na internet ontem foi de nossa autoria e, olha que coincidência, era um meme falando do Lula”, salientou Sampaio.

Na nota publicada nesta terça-feira (11) sobre a derrubada da página da CBM, o MBL Nacional já havia previsto que seria a próxima vítima.

“Aparentemente, vivemos uma operação cala-boca. Preparem-se para soltarem Lula e destruírem a Lava Jato”, avisou o grupo, complementando que “estavam prontos e cientes para que a página do MBL fosse um dos próximos alvos”.

Meme sobre Lula pode ter sido uma das causas sobre retirada da página do MBL-RJ no Facebook (Foto: Divulgação)
Nota do MBL RJ sobre retirada de página do ar (Foto: Divulgação)
★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


 

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.