fbpx
PUBLICIDADE


Lula continua preso, determina desembargador presidente do TRF-4

Outro desembargador, ex-filiado ao Partido dos Trabalhadores, havia emitido decisão favorável ao ex-presidente durante seu plantão judiciário; medida, porém, foi interrompida pelo presidente do TRF-4

- Publicado no dia
(Foto: Fabio Motta / Estadão)

Na calada deste domingo (8), por ocasião do plantão judiciário, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quase foi solto pelo desembargador Rogerio Favreto. A decisão, porém, para alívio dos milhares de brasileiros que foram às ruas no início do ano, foi revogada pelo presidente do TRF-4, Thompson Flores, no início da noite. [1]

Favreto, que possui ligações no passado com o governo do PT, tendo sido também filiado ao partido, atendeu a um pedido da defesa de Lula feito sob medida para cair para ele. O juiz Sergio Moro, que estava de férias, chegou a contestar a decisão, mas o desembargador persistiu no alvará de soltura. [2]


PUBLICIDADE



O ex-petista atendeu a um pedido dos deputados Wadih Damous, Paulo Pimenta e Paulo Teixeira que argumentaram que não haveria fundamento jurídico para a prisão. [3]

Ainda durante o desenrolar dos fatos, quando haveria ainda a possibilidade de o ex-presidente ser libertado, um advogado ligado ao Movimento Brasil Livre entrou com um mandado de segurança no TRF-4 para Lula não ser solto. [4]

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.