fbpx
PUBLICIDADE


João Amoêdo afirma ser ‘conservador nos costumes’ no Roda Viva

O pré-candidato à presidência do Brasil pelo partido Novo foi questionado no programa ‘Roda Viva’ sobre o papel do estado em diferentes temas sociais

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Facebook)

O pré-candidato à presidência pelo Partido Novo, João Amoêdo, participou, nesta segunda-feira (22), do programa Roda Viva, na TV Cultura. Entrevistado por jornalistas e convidados de diversos veículos e institutos, o engenheiro falou sobre vários assuntos. Em determinado momento, ele afirmou ser “liberal na economia” e “conservador nos costumes”.

Durante a tradicional sabatina do Roda Viva, os jornalistas questionaram Amoêdo sobre tópicos relacionados aos limites e extensões da “liberdade” que seu liberalismo contemplaria e sobre as posições do Partido Novo. Questionado sobre temas como a legalização do aborto e a liberação das drogas, Amoêdo se posicionou, como já havia feito em outras oportunidades, contrário a ambas as medidas.

Com relação às drogas, Amoêdo afirmou que o melhor caminho é esperar a experiência internacional demonstrar qual seria o melhor modelo. Sobre o aborto, afirmou que é pessoalmente contra. “Nós deixamos isso a cada mandatário decidir o que vai fazer. No NOVO, nós teremos candidatos que são contra e candidatos que são a favor”, reafirmou.

Sobre a sua própria posição, porém, ele se definiu como um “liberal na economia e conservador nos costumes”. Ainda assim, ele frisou que “o fato de ser conservador nos costumes não deve obrigar a que a minha opinião seja a majoritária. Por isso a nossa defesa da menor minoria: o indivíduo”. Confira a entrevista:


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.