fbpx
PUBLICIDADE


Constantino e MBL já criticam imprensa por cobertura da prisão de Lula: entenda

Eles questionaram o modo pelo qual a imprensa tem feito a cobertura de episódios relacionados ao refúgio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

- Publicado no dia
Lula chega ao Sindicato dos Metalúrgicos, no ABC (Foto: Werther Santana / Estadão)

Na expectativa da prisão ainda nesta sexta-feira (6) do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já decretada pelo juiz Sérgio Moro, surgem também as primeiras críticas à cobertura da imprensa tradicional. O presidente do conselho deliberativo do Instituto Liberal, Rodrigo Constantino, e o Movimento Brasil Livre, principal movimento de rua do país, foram alguns dos que já se manifestaram.

Constantino criticou o subtítulo de uma manchete do site do jornal O Globo que divulga que petistas “refutam violência” mesmo considerando a perspectiva de o ex-presidente não se entregar voluntariamente. “O jornal compra a valor de face essa afirmação e coloca na manchete? Então me explica como a polícia vai passar pelos comparsas sem violência, gênios!”, comentou em seu perfil no Facebook, com quase 193 mil seguidores. [1]


PUBLICIDADE



Já o MBL, por sua vez, criticou o modo pelo qual diversos veículos estão cobrindo o atentado ocorrido na noite desta quinta-feira (5) contra um homem crítico ao PT em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde Lula decidiu se refugiar.

Em uma imagem, o MBL diz que embora “todo mundo” saiba que “foram petistas, junto de Lindberg, que jogaram” o homem “embaixo de um caminhão em movimento”, a “imprensa está chamando isso de acidente”. E comparou o caso aos tiros na caravana de Lula e ao assassinato da vereadora Marielle Franco, no Rio de Janeiro. [2]

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.



Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.