fbpx
PUBLICIDADE


Para fazer Lula não fugir do cumprimento de pena, MBL marca manifestações

Principal movimento de ativismo político do Brasil, o Movimento Brasil Livre decidiu iniciar mobilização para evitar que o Supremo Tribunal Federal postergue ainda mais a prisão do ex-presidente

- Publicado no dia
Foto: G Brasil

Após a liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal nesta quinta-feira (22) impedindo o início do cumprimento de pena do ex-presidente Luís Inácio da Lula da Silva até o dia 4 de abril, o Movimento Brasil Livre decidiu marcar manifestações Brasil afora para impedir outra decisão da corte que vise dificultar a prisão do petista. [1]

De acordo com o banner divulgado na página pessoal do ativista Kim Kataguiri, coordenador nacional do MBL, ocorrerão pelo menos quatro grandes atos a partir da próxima semana.

O primeiro deles está previsto para ocorrer na próxima segunda-feira (26) em frente ao TRF-4, em Porto Alegre. Nesta data, está previsto o julgamento dos recursos impetrados pelos advogados do ex-presidente sobre a decisão de segunda instância que condenou o petista a 12 de prisão. É provável que, desse julgamento, também saia um pedido para que Lula inicie o cumprimento de pena tão logo o habeas corpus do STF seja julgado.


PUBLICIDADE



O segundo e o terceiro ato serão de abrangência nacional, sendo marcados para os dias 31 de março (sábado) e 3 de abril (terça-feira), véspera do julgamento do habeas corpus de Lula no STF . Ainda não foram dados mais detalhes sobre como serão, tampouco em quais cidades ocorrerão mobilizações. Também no dia 3 ocorrerá mobilização em frente à sede do Supremo, em Brasília.

+ MBL divulga nota sobre o que chamou de ‘Operação Solta Lula’ e anuncia ações

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.