fbpx
PUBLICIDADE

Com críticas a Bolsonaro, Kim lança CEO da Riachuelo como candidato do MBL

Principal porta-voz do Movimento Brasil Livre publicou artigo nesta segunda-feira (19) no jornal 'Folha de S. Paulo' anunciando que Flávio Rocha é o candidato do MBL à presidência da república
Fotos: Reprodução/Facebook
PUBLICIDADE

O ativista político Kim Kataguiri, coordenador nacional e principal porta-voz do Movimento Brasil Livre, anunciou nesta segunda-feira (19) que o empresário Flávio Rocha é o nome preferido do MBL para ser candidato a presidente. O comunicado veio em forma de artigo submetido ao jornal Folha de S. Paulo.

PUBLICIDADE

No texto, Kataguiri afirmou que o movimento precisava buscar um candidato que juntasse “forma e conteúdo” no tema da segurança pública, que considerou “o problema mais imediato” do país. Com críticas aos candidatos de esquerda, que – segundo ele – possuem “discursos desconectados da realidade”, Kataguiri também não poupou Jair Bolsonaro, pré-candidato do PSL e líder nas pesquisas de intenção de voto.

Leia também:  Manifestação pelo impeachment reúne milhares, mas não supera dia 7

“[Bolsonaro] repudia com veemência a narrativa de que bandido é vítima da sociedade. Suas intenções de voto representam, em boa medida, legítimo anseio popular por medidas mais enérgicas na segurança. Sua falha é a falta de propostas concretas que alicercem seu discurso”, opinou.

PUBLICIDADE

Kataguiri também afirmou que Bolsonaro tem “falta de capacidade de articulação” e que “ainda que tivesse boas propostas, jamais teria como aprová-las” devido a falta de diálogo com o Congresso.

Em seguida, o ativista – que é pré-candidato pelo DEM de São Paulo a deputado federal e já anunciou suas propostas para o cargo – aponta Flávio Rocha como um bom nome para a presidência. Para Kim, Rocha combate o “discurso furado dos socialistas do Leblon” e, por meio do movimento Brasil 200, que fundou,  “já apresentou um plano de segurança“.

Leia também:  Manifestação pelo impeachment reúne milhares, mas não supera dia 7

Sem economizar elogios, Kim disse que Rocha, que é o CEO da varejista Riachuelo, tem a “capacidade de colocar o interesse público acima de seus interesses pessoais”, “experiência, capacidade comprovada, ideias corretas e espírito combativo”. “[Ele é o] único presidenciável que conjuga o combate ao politicamente correto com responsabilidade fiscal e propostas sérias para a segurança pública. É o candidato do Movimento Brasil Livre à Presidência da República”.

Leia o artigo na íntegra clicando aqui.

PUBLICIDADE

+ Exclusivo: Flávio Rocha fala ao Boletim sobre o Brasil 200, boatos de candidatura própria e admiração pelo MBL

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?