fbpx
PUBLICIDADE


NOVO já tem a preferência de 1% do eleitorado, diz pesquisa Ibope

Com isso, legenda que lançará João Amoêdo à presidência da república e tem menos de dois anos de existência se iguala a partidos históricos como o PDT, PSB, PSC e DEM; NOVO tem agenda liberal e traz inovações

- Publicado no dia
Primeira candidata a um cargo executivo, Carmen Migueles e os candidatos a vereador do Rio foram à orla de Ipanema, juntos, fazerem campanha no dia que o partido comemorava 1 ano de registro no TSE. (Foto: Reprodução / Facebook)

Oficializado no segundo semestre de 2015, o Partido Novo já tem 1% de preferência ou simpatia no eleitorado brasileiro de acordo com pesquisa Ibope encomendada pelo CNI Brasil. Com isso, a legenda fundada pelo engenheiro João Amoêdo junta-se ao pelotão de frente de partidos que, institucionalmente, têm alguma simpatia da população.

De acordo com a pesquisa, divulgada na última terça-feira (13), o PT segue líder na preferência popular por organização partidária, com 19% do percentual de respostas. Em seguida, vem o MDB, com 7%, o PSDB, com 6%, e o PSOL, com 2%. O pelotão com 1% é composto por DEM, PC do B, PDT, PR, PPS, PSB, PSC, PSD, PTB, PV e NOVO.


PUBLICIDADE



Ao todo, do universo de 35 partidos, apenas 15 partidos tem 1% ou mais de preferência. Na amostra, 48% dos entrevistados afirmaram não ter nenhum partido de preferência e 5% não responderam.

No Facebook, o NOVO é o partido com mais curtidas, ultrapassando o número de 1,6 milhão, e também um dos de mais alto engajamento. A legenda também é a única do país que tem, por princípio, não utilizar verbas públicas e se manter apenas com mensalidades de filiados. Em 2018, o partido lançará João Amoêdo candidato à presidência da república, entrevistado pelo Boletim da Liberdade em janeiro.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.