fbpx
PUBLICIDADE

Maioria em enquete acredita que Temer deve desafiar decisão de Trump

Em enquete proposta pelo Boletim da Liberdade, 68% dos leitores entenderam que o presidente dos EUA está errado em aumentar tarifas de importação

(Foto: Reprodução / Estadão)

No último dia 6, o Boletim repercutiu a informação de que o presidente Donald Trump anunciou um aumento de tarifas de 25% sobre o aço e 10% sobre o alumínio importados. Wilbur Ross, seu Secretário de Comércio, afirmou que nenhum país estaria isento desse aumento.

Na mesma matéria, o site noticiou que o governo Temer, sendo o Brasil um dos países mais afetados pela decisão – o mercado americano é o principal destino da maciça exportação de aço brasileira -, pretendia recorrer à Organização Mundial do Comércio para protestar contra a decisão do mandatário dos Estados Unidos. A União Europeia também está bastante incomodada com a medida.

O Boletim consultou seus leitores sobre o assunto. A maioria das pessoas que responderam à enquete, exatamente 68%, acredita que Donald Trump está errado, promovendo um avanço indevido do estado sobre a economia, e o presidente do Brasil tem razão em recorrer. As outras duas alternativas obtiveram um empate de 16% cada: em uma delas, o leitor poderia responder que Trump efetivamente está errado, mas mesmo assim Temer não deveria desafiá-lo; na outra, admite-se que algumas medidas protecionistas são necessárias, contrariando o que poderia ser visto como um purismo doutrinário liberal, e Trump está correto.









O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama