MBL teria rompido com o prefeito João Doria, diz jornal ‘O Povo’

Reações de lideranças do movimento liberal e também contestações provenientes da juventude tucana foram destaque da matéria do jornal

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Veja)

O estremecimento nas relações entre o Movimento Brasil Livre e o prefeito de São Paulo, João Doria, chamou a atenção de diferentes veículos de imprensa, entre eles o jornal O Povo. No último dia 20, o tema foi objeto de matéria nessa publicação, com o título direto “Após resolução que regulamenta Uber, MBL rompe com prefeito João Doria”. [1]

“Enquanto o MBL passa a criticar ativamente o tucano”, relata a matéria, a “Prefeitura pretende multar o movimento por cartazes de ‘João Desempregador’ colados na avenida paulista, no Centro de São Paulo”. O motivo da revolta do MBL seria a alteração da Resolução nº 16, criando regras novas para motoristas de Uber e demais aplicativos de transporte, incluindo “exigências de curso, emplacamento específico e de vestimenta”.


PUBLICIDADE



A reportagem ressaltou a manifestação do vereador Fernando Holiday (DEM-SP), afirmando que a resolução “é um completo devaneio que vai contra tudo aquilo que ele pregou durante a campanha e no início da sua gestão”. Entrevistado pelo jornal, Holiday declarou que, na verdade, foi o próprio Doria que rompeu com sua linha de campanha, gerando uma tendência natural de distanciamento. “O movimento e eu continuamos seguindo a mesma linha de defesa do liberalismo, do empreendedorismo, da livre iniciativa, e todas as vezes que o prefeito atentar contra esses princípios, vamos ter uma postura muito crítica”, asseverou, acrescentando ainda que está elaborando um Projeto de Decreto Legislativo para “sustar essa resolução, ou ao menos uma parte”.

A matéria ainda cita Kim Kataguiri chamando Doria de “João Multador” e analisa que a proximidade do movimento com integrantes do PSDB fica “embaralhada” com essa situação. A referência é o subprefeito de Pinheiros, Paulo Mathias, que integra o MBL e disse que, embora a resolução de Doria não o agrade, “nem por isso vou sair por aí sujando a cidade, seja em patrimônio público ou privado, com as mesmas estratégias da esquerda que sempre condenamos” e, por isso, o movimento errou. Por outro lado, a matéria estima que o nome de Doria também sai arranhado e enfraquece perante a própria juventude tucana, mencionando manifestações de lideranças jovens do PSDB que ficaram desagradadas pela medida do prefeito. “A reportagem procurou a assessoria de imprensa da Prefeitura de São Paulo”, concluem, “mas não houve resposta até a publicação da matéria”.

Confira também:

► CHEGOU A HORA DE APRENDER SOBRE BITCOINS EM UM GUIA OBJETIVO: Um treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas e ganhar dinheiro.

► CRIE UM NEGÓCIO ONLINE E COMPLEMENTE A SUA RENDA. Siga o passo a passo para em 30 dias começar a faturar sem sair de casa.

► VOCÊ SABIA QUE EXISTE TÉCNICA PARA GANHAR NA LOTERIA? Quem comprou, não se arrependeu. 10 dias de garantia ou o seu dinheiro de volta

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.