Sergio Bivar informa ao Livres que PSL e Bolsonaro devem fechar acordo

Carta datada desta sexta-feira (5) vai ao encontro da mudança do nome do partido no Facebook, que deixa de ter “A renovação do PSL”; Sergio Bivar falou ainda que acordo com Bolsonaro deve ser fechado

- Publicado no dia
Sergio Bivar é filho do presidente do PSL, Luciano Bivar (Foto: Leia Já)

O ano de 2018 começa com uma notícia ruim para o Livres, movimento político liberal incubado dentro do PSL e que prometia estar refundando o partido. Na tarde desta sexta-feira (5), o empresário Sergio Bivar, filho de Luciano Bivar – presidente da legenda – e um dos líderes da corrente, falou que as conversas entre o partido e a equipe de Bolsonaro “devem se concretizar” e que isso, para ele, seria “fatal”.


PUBLICIDADE



Em mensagem para seus colegas de corrente, Sergio voltou a criticar Bolsonaro e disse que buscou “defender as bandeiras e os interesses do Livres até onde foi permitido”. Comentou estar incerto quanto ao rumo que tomará e sugeriu que seus correligionários transformassem o Livres em um “movimento suprapartidário”.

Ainda nesta sexta-feira (5), a página do Livres no Facebook, que chamava-se “Livres – A corrente de renovação do PSL”, foi renomeada para apenas “Livres”. Confira, a seguir, a íntegra da carta:

Amigos,

À revelia dos nossos planos e desejos, as conversas entre o PSL e a equipe de Bolsonaro evoluíram e devem se concretizar, mesmo sem participação no diretório, sem a presidência nacional do partido e sem mudança de nome. Para alguns, isso pode até ser bom, mas para mim, é fatal.

Aos meus olhos, Bolsonaro é como Lula, um candidato anti-sistema, carismático, com ares messiânicos de justiceiro, dotado de uma visão estatista e autoritária, que surfa na demagogia. Ainda que ele venha sendo assessorado por liberais no campo econômico, não acho que tenha convicções sobre a matéria, o que faria seu possível governo imprevisível.

Da minha parte, posso garantir que defendi a bandeira e os interesses do Livres até onde me foi permitido.

Ainda estou incerto sobre os rumos que tomarei, mas devo me desfiliar do partido. No momento, não me sinto em condições de encabeçar nenhum projeto político, mas acredito que o melhor para o Livres seria se desvincular do PSL, fazendo-se suprapartidário.

Temos lideranças de alto nível, que podem assumir a tarefa de fazer novas articulações e, enfim, formalizar os mecanismos de governança que tanto ensaiamos.

Aos amigos do Livres, recomendo que permaneçam unidos, sejam fiéis às suas convicções, pois nossas bandeiras estão em linha com o futuro e são inadiáveis.

Permaneço fiel aos que tentaram fazer algo diferente do jogo usual, que puseram sua reputação em jogo e enxergam a liberdade como motor para a prosperidade individual e geral, única ponte para um Brasil mais justo.

Sérgio

+ Convite para ser vice-presidente teria balançado Luciano Bivar a oferecer o PSL

Leia também:  Após briga, Joice Hasselmann publica foto ao lado de Eduardo Bolsonaro: 'irmãos'

Confira também:

► CHEGOU A HORA DE APRENDER SOBRE BITCOINS EM UM GUIA OBJETIVO: Um treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas e ganhar dinheiro.

► CRIE UM NEGÓCIO ONLINE E COMPLEMENTE A SUA RENDA. Siga o passo a passo para em 30 dias começar a faturar sem sair de casa.

► VOCÊ SABIA QUE EXISTE TÉCNICA PARA GANHAR NA LOTERIA? Quem comprou, não se arrependeu. 10 dias de garantia ou o seu dinheiro de volta

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.