fbpx
PUBLICIDADE


Raphaël Lima, ao lado de nomes do IMB, escreve artigo em resposta à polêmica

Texto buscou refutar os argumentos e relações de causalidade utilizadas por Guilherme Moreira em texto que defendeu correlação entre homogeneidade étnico-racial e cultural com igualdade econômica

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/IMB

Horas após a publicação, por engano, de um controverso artigo no Instituto Mises Brasil de autoria de Guilherme Moreira na última quarta-feira (20), o IMB decidiu produzir um novo artigo apenas para criticar o primeiro texto. [1].

De autoria do youtuber Raphäel Lima, do canal Ideias Radicais, em parceria com Helio Beltrão (presidente do IMB), Rodrigo Marinho (conselheiro) e Yago Martins (pastor e especialista do instituto), o novo intitulado Desigualdade e Multiculturalismo buscou refutar os principais argumentos e relações de causalidade trazidas pelo primeiro artigo.


PUBLICIDADE



Para Lima, o texto Uma verdade politicamente incorreta sobre a desigualdade, que subentendeu uma correlação entre hegemonia étnico-racial e cultural com a igualdade econômica, foi o “mais trágico descarrilamento argumentativo [já] publicado no Instituto Mises Brasil” e poderia ter vencido, se houvesse, o concurso de “pior artigo do ano”.

“O autor demonstra implicitamente que não entende Praxeologia, a metodologia fundamental da Escola Austríaca”, escreveu. Em seguida, os especialistas do instituto lembraram Mises: “Existem inúmeras razões para que estatísticas de desigualdade sejam mais altas ou mais baixas, e a crítica feita por Ludwig von Mises ao tratamento estatístico dessas tendências é que é impossível quantificar a ação humana e, portanto, calcular suas consequências na sociedade”.

Ao fim, o IMB fala da verdadeira causa da prosperidade. “E qual a real causa da riqueza? É o capitalismo. É o sistema que defende a propriedade privada, permite o comércio e investimentos e que vem erradicando a pobreza de maneira sistemática. Onde temos liberdade de mercado a riqueza logo segue. Onde o estado é pesado, a estagnação ou retrocesso domina”, diz o artigo.

Leia na íntegra clicando aqui.

+ Publicado por engano, artigo do IMB gera polêmica: confira a íntegra

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.