fbpx
PUBLICIDADE

44% dos leitores apoiam a venda de parte do território brasileiro, diz enquete

Consulta foi aberta pelo Boletim da Liberdade no último dia 30 e levou em consideração um debate trazido pelo jornalista Leandro Narloch em sua coluna no jornal 'Folha de S. Paulo'
Região Amazônica é pouco povoada e poderia ser um dos locais postos à venda pelo Brasil (Foto: Reprodução/Conservation.org)

Região Amazônica é pouco povoada e poderia ser um dos locais postos à venda pelo Brasil (Foto: Reprodução/Conservation.org)

O Boletim da Liberdade lançou no último dia 30 uma enquete para saber a opinião dos leitores sobre a possibilidade de o Brasil vender parte de sua soberania territorial em troca de dinheiro. Com mais de 61 participações, 44% dos leitores se posicionaram em favor da iniciativa.

Os leitores, porém, que não apoiam a ideia da venda da soberania ficaram em segundo lugar na enquete, com 28% dos votos. Já 8%, por sua vez, disseram que podem apoiar, dependendo porém de quem fosse o comprador. E 20% afirmaram não ter opinião formada. A enquete ficou aberta até o último dia 4.

A discussão foi inicialmente proposta no dia 29 de novembro pelo jornalista Leandro Narloch em sua coluna no jornal Folha de S. Paulo. Dentre as vantagens que ele levantou para a venda é que, além de arrecadar recursos, haveria muitos compradores interessados em adquirir parte do território brasileiro e isso acarretaria menos gastos com a sua manutenção.





[poll id=”11″]

 





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama