PUBLICIDADE


Eduardo Bolsonaro volta atrás sobre déficit e defende aposentadoria fásica

Deputado havia dito que previdência não tem déficit e retificou a afirmação; o Boletim traz para o leitor o vídeo de um professor explicando a proposta que ele defende

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Agência Câmara)

O deputado Eduardo Bolsonaro havia dito que a previdência não é deficitária, o que provocou uma discussão com João Amoedo no Twitter, já repercutida por este Boletim. Depois disso, porém, o parlamentar voltou atrás e afirmou: “Há déficit sim da Previdência”.

Segundo Eduardo, o que ele efetivamente “quis dizer” foi que não concorda “com a proposta do Governo Temer / Dilma / Lula”, pois seria “uma reforma que não resolve o problema e impõe mais peso aos pobres”. Ele disse ainda que defende uma proposta alternativa, a da Aposentadoria Fásica, com base em um paper de dois professores da UNIFESP publicado na Revista Brasileira de Previdência.


PUBLICIDADE



O modelo defendido pelos professores Abraham Bragança Weintraub e Arthur Bragança Weintraub estabelece para certas profissões uma aposentadoria que evoluiria em gradações, principalmente para profissões de trabalho braçal, ampliando-se de acordo com a perda da capacidade laboral. Confira a explicação do professor Arthur Bragança:

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.