Curta o Boletim no Facebook


João Amoêdo é anunciado como pré-candidato à presidência da república

Anúncio foi neste sábado (18) no 3º Encontro Nacional do Partido Novo em São Paulo; engenheiro e fundador do partido, Amoêdo foi aclamado pelos presentes

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/Facebook

O engenheiro João Amoêdo foi oficializado como pré-candidato à presidência da república pelo Partido Novo. A decisão foi anunciada neste sábado (18) pelo atual presidente do partido, Moises Jardim, durante o 3º Encontro Nacional do NOVO, em São Paulo. De acordo com Jardim, Amoêdo foi escolhido segundo os critérios internos da legenda para cargos executivos.


PUBLICIDADE


Ao tomar a palavra, Amoêdo relatou a emoção de assumir esse papel. “Vocês não podem imaginar a emoção de estar aqui. Não só pela pré-candidatura, mas pelo projeto estar em pé. Essa mudança de postura em relação a política já valeu ter vindo até aqui”, complementando que não acredita em salvador da pátria. “Eu acredito em time, em equipe. Estamos juntos nesse negócio?”, perguntou Amoêdo aos presentes, sendo em seguida aclamado pelos presentes com “Brasil, pra frente, Amoêdo presidente”.

O pré-candidato também falou que a candidatura é uma grande oportunidade que surgiu. “O desafio vai ser enorme. Mas a possibilidade de a gente colocar o sonho que era o NOVO, lá atrás, em 2010, está presente. A gente não pode perder essa oportunidade. A gente imaginava isso lá pra frente. ”

No discurso, Amoêdo antecipou quais devem ser as prioridades de sua campanha. “A gente quer um país seguro, em primeiro lugar. Em segundo lugar, a gente quer um país simples, uma sociedade baseada em princípios, valores. Em terceiro, a gente quer um país livre, onde o cidadão tenha liberdade, responsabilidade e possa ser protagonista de sua vida. Sem a tutela do estado. E o que isso significa? Um país onde todos possam chegar lá. Um modelo de governo que privilegia a educação básica. Que cria oportunidade para todo mundo e cada um possa se desenvolver de acordo com a sua vontade. E assim a gente vai combater a pobreza. O NOVO não está aqui para fazer o plano para as pessoas. Cabe cada um decidir o que quer”, falou.


PUBLICIDADE


Foto: Reprodução/Facebook

O pré-candidato reforçou para os presentes da importância do compromisso com o partido. “O NOVO conta principalmente com a verdade, a seriedade, a coerência e com vocês. Essa energia, essa vontade de participar, vai se multiplicar muito. É isso o que a gente tem. Temos 323 dias até o dia das eleições. Muita coisa para ser feita e, principalmente, divulgar o NOVO. Não temos nada para esconder, mas tudo para apresentar. E, agora, eu queria propor um compromisso entre nós: o primeiro, vamos falar muito do NOVO. Nenhuma pessoa do NOVO está acima da instituição. Somos todos soldados desse projeto. Apenas assim criaremos um país melhor para nossos netos. Um bom gestor tem que montar um estado onde a gente fique imune a vinda de políticos ruins no futuro. Já o segundo compromisso, que eu sempre fiz comigo mesmo, é ser autêntico. Falar a verdade, não importando se isso incomode ou não. E, em terceiro, que eu tenho que agradecer a minha família, é a dedicação integral. Quanto a isso, vocês podem contar comigo. Eu não gosto de entrar numa coisa pra gente não ganhar. E a quarta coisa, ser coerente e otimista. Dá para fazer. Eventos como o de hoje são reflexos disso.”

Por fim, o fundador do Partido Novo pediu engajamento dos presentes para com a candidatura. “Acreditem que é possível. Isso é fundamental para a gente acreditar, para a gente se engajar. Segundo, vamos trabalhar para fazer acontecer. Ideias são bem-vindas, mas a gente precisa de execução. Muitas vezes, temos muita ideia, mas temos que colocar a coisa pra funcionar. Quem dá a ideia, faz, executa. É assim que a gente caminha. E, por último, temos que divulgar o NOVO. Vamos tornar o NOVO mais conhecido”. Amoêdo terminou sua fala de modo otimista, afirmando que o partido “vai eleger o próximo presidente da república”. O hino nacional também foi tocado em seguida.

Conteúdo diário sobre a liberdade. Um novo veículo para o Brasil.
Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também