Nova confusão acontece em exibição de filme sobre Olavo de Carvalho

Universidade Federal da Bahia havia recomendado a não-exibição do filme, temendo o potencial de conflito, mas houve troca de provocações

- Publicado no dia
(Foto: Amanda / Correio)

O Boletim publicou que grupos ligados a entidades sindicais estavam organizando, segundo o site Bahia Notícias, uma manifestação contra a exibição do filme “O Jardim das Aflições”, sobre o filósofo Olavo de Carvalho, nas dependências da Universidade Federal da Bahia (UFBA). A universidade havia recomendado adiar a exibição. Ainda assim, a confusão aconteceu.

De acordo com o Correio da Bahia, o grupo de estudantes projetou o filme na parede da biblioteca local por volta das 19h15, quando manifestantes teriam começado a gritar “fora, fascistas!”. “Não vamos topar que nossa unidade retroceda”, gritavam com um carro de som. Do outro lado, um grupo gritava “um, dois, três, quatro, cinco mil, quero Bolsonaro presidente do Brasil”.


PUBLICIDADE


A Polícia Militar chegou a ser chamada e os seguranças da própria universidade acompanharam os protestos. A exibição do filme terminou pouco antes das 21h, sob vaias e aplausos. Porém, o G1 oferece dados ligeiramente diferentes. A matéria não menciona que o filme chegou a ser exibido, e o reitor João Carlos Salles afirma não ter havido confronto físico. Ele comentou a recomendação da universidade: “A objeção foi ao modo como estava sendo feito e ao potencial de conflito que estava sendo indicado pelo docente e não ao conteúdo. Não importa se é de direita ou de esquerda”.

Esta é mais uma situação tensa provocada por uma exibição do filme. O mesmo problema já havia acontecido, em dimensões maiores, na Universidade Federal de Pernambuco. Confira algumas cenas dos incidentes na Bahia:

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também