Panorama #27 - Em decisão, juiz trabalhista publica crítica à 'merdocracia neoliberal neofascista' - Coluna Panorama - Boletim da Liberdade
PUBLICIDADE

Panorama #27 – Em decisão, juiz trabalhista publica crítica à ‘merdocracia neoliberal neofascista’

20.01.2020 07:42

Um juiz do trabalho de primeira instância do TRT/SP  publicou uma decisão, no mínimo, controversa em um processo envolvendo um sindicato e um restaurante situados no estado. Com expressões mais esperadas dentro do debate político-partidário à esquerda do que em uma decisão técnica, o magistrado inicia sua “fundamentação” criticando o que chamou de “merdocracia neoliberal neofascista”. [1]

Merdocracia – 2

Na decisão, o juiz cita negativamente os ministros Abraham Weintraub, Sérgio Moro e Paulo Guedes, além do presidente Jair Bolsonaro, e pontua que essas autoridades “não estão aí de graça’. “Há bilionários e asseclas por trás de sabujos em golpes de estado promovidos em guerra híbrida”, destacou o magistrado, que citou também o documentário “Democracia em Vertigem” como uma evidência dos “meandros do ‘bilionarismo’ (sic) à brasileira durante o Golpe de 2016 promovido no Brasil”.

Merdocracia – 3

Sobre o termo “merdocracia”, o magistrado afirma que “vem a sintetizar o poder que se atribui aos seres humanos que fazem merdas e/ou perpetuam as merdas feitas”. “E tudo isso em nome de uma pauta que se convencionou chamar neoliberal, ou seja, libertinar a economia para que as merdas sejam feitas”, debochou.

Merdocracia – 4

O advogado Rodrigo Marinho, associado ao Livres e ligado ao Instituto Mises Brasil, criticou nas redes sociais a decisão e a citou como “mais um exemplo da necessidade de se acabar com a Justiça do Trabalho o mais rápido possível”. Ele classificou a sentença como “desprezível” – que, claro, condenou o restaurante e foi favorável ao sindicato. O ministro-chefe da Advocacia-Geral da União, André Mendonça, também criticou a decisão e prometeu que a AGU representará perante o Conselho Nacional de Justiça contra o magistrado. Para ler a íntegra da decisão, clique aqui. [2][3]

Crítica de D2 – 1

Aliás, falando em crítica ao liberalismo, quem ganhou destaque nos últimos dias foi o rapper Marcelo D2. No Twitter, após pontuar que “direita liberal é o caralho”, defendeu que “tinha que fazer uma suástica na testa de cada um desses fdp” e complementou: “na faca”. A melhor resposta veio do deputado estadual gaúcho, Fabio Ostermann (NOVO/RS).

Crítica de D2 – 2

“Felizmente, a ‘direita liberal’ defende inclusive o teu direito de ser um imbecil publicamente se utilizando de uma ferramenta capitalista criada por um empreendedor visando ao lucro. Bacana da liberdade de expressão é tornar mais fácil identificar babacas autoritários”, escreveu Ostermann. [4][5]

Liberta RS

Aliás, o deputado estadual Fabio Ostermann lançou um novo projeto para seu mandato: o “Liberta RS”. A ideia do projeto é “recrutar aqueles que tenham disposição para fazer a diferença, identificação com os ideais e propósitos e capacidade de influenciar os rumos da sua comunidade”. Complementa Ostermann: “Iremos recrutar embaixadores da liberdade estado afora para servirem como embaixadores, olhos e ouvidos e, não menos importante, vozes do nosso mandato estado afora”, destacou.

Crítica de Carlos 

Carlos Bolsonaro, filho 02 do presidente Jair Bolsonaro, voltou a disparar nas redes sociais na tarde deste domingo. Dessa vez, ele associou com um sinal de igual o Partido Novo, o MBL, o RenovaBR e o apresentador Luciano Huck. “Tirem suas conclusões”, provocou.

Capriles e Guaidó

O até pouco tempo líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles, começou a fazer duras críticas ao presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó. Segundo Capriles, o interino Guaidó “fracassou” na sua tentativa de reconstruir o país.

Cúpula antiterrorismo

Será realizada nesta semana na cidade de Bogotá, na Colômbia, a Cúpula Hemisférica de Combate ao Terrorismo. Será um fórum para debater, principalmente, às questões ligadas ao combate ao terror na região. Estão confirmados nomes como Mike Pompeo, Secretário de Estado dos Estados Unidos, e Juan Guaido, Presidente da Venezuela.

Dupla nacionalidade

Em cerimônia realizada no último dia 16 de janeiro no Palácio do Planalto que realizou a troca de comando da Operação Acolhida, na fronteira com a Venezuela, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que as crianças venezuelanas ali presente receberão a nacionalidade brasileira.

RenovaBR Cidades

O advogado Maurício Martins, vice-presidente do Instituto Liberal, foi o único aprovado de Niterói (RJ) para o módulo avançado do RenovaBR Cidades na modalidade Executivo. “Ainda tem gente que acha que não é importante ocupar espaços. Para esses, cursos e faculdades deveriam ser território apenas da esquerda. A direita deveria passar longe. Por aqui, a esquerda foi derrotada e ficou para trás”, destacou.

Conduta ilibada – 1

O deputado estadual Filipe Soares (DEM/RJ), filho do missionário R. R. Soares, criou um projeto de resolução para que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro só possa conceder honrarias a um cidadão quando “portar uma ilibada reputação moral e probidade, e que contra si não tenha condenação por sentença criminal transitada em julgado”. [6]

Conduta ilibada – 2

Dessa forma, sustenta o parlamentar, devem ser apresentadas certidões negativas cíveis e criminais para comprovar a reputação. Na justificativa da resolução, o deputado também frisa o seguinte ponto: “Há que se saber que mesmo não estando concluído o processo, e estando pendente de recurso, com possibilidade de julgamento favorável, ainda assim, a reputação dele estaria maculada, não mais se configurando como ilibada”.

Férias?

A deputada federal Patrícia Ferraz, do PL do Amapá e associada ao MBL, anunciou com pompa em suas redes sociais que, em menos de 30 dias de mandato, conseguiu transferir mais de R$ 10 milhões para a saúde e a educação do seu estado. “Enquanto muitos parlamentares já estavam passando as festas de final de ano no seu estado, e agora reclamam no Twitter, eu estava em Brasília correndo atrás de recursos para o Amapá”, disse.

Prefeitáveis – 1

Boletim da Liberdade começou na última semana a gravar uma série de entrevistas com pré-candidatos às prefeituras das principais cidades do país. Inicialmente, o projeto contemplará nomes com viés liberal ou conservador já anunciados para a disputa no Rio de Janeiro e de São Paulo. A primeira entrevista já foi publicada: foi com empresário e executivo Fred Luz, aprovado no processo seletivo do Partido Novo para o Rio de Janeiro. Se você ainda não assistiu, veja agora.

Prefeitáveis – 2

Em tempo: na entrevista, Luz destacou que o NOVO abriu o processo seletivo em 68 cidades e até agora só tem 33 candidatos.

Não perca novas colunas

Você pode receber todas as segundas-feiras a Coluna Panorama e outros conteúdos especiais direto no seu WhatsApp. Para isso, basta entrar em nossos grupos exclusivos (e estamos no sétimo). Para entrar agora mesmo, clique aqui. Vagas limitadas.


Fotos: (1) TRT/SP – 2ª Região [Divulgação]; (2) Tweet de Marcelo D2 (Reprodução/Twitter); (3) Bolsonaro segura criança em evento da passagem de comando da Operação Acolhida (Valter Campanato/Agência Brasil); (4) Momentos da entrevista de Fred Luz ao Boletim da Liberdade (Boletim da Liberdade)