Motivos para ir às manifestações do dia 26/05 - Octavio Sampaio - Boletim da Liberdade
PUBLICIDADE

Motivos para ir às manifestações do dia 26/05

23.05.2019 03:17

Recentemente, como todos sabem, as redes sociais foram completamente tomadas pelo debate sobre as manifestações que irão ocorrer neste domingo (26). Trata-se de ato espontâneo em favor do presidente Jair Bolsonaro, diante da revolta do povo com a esquerda e o dito “centrão” – momento em que podemos observar com clareza uma indignação generalizada da população com as práticas da velha política.

Pautas como a reforma da Previdência e o projeto de lei anticrime estariam sofrendo ataques do “centrão” e da esquerda. Somada a isto, existe também uma grande indignação com o STF, uma vez que a Suprema Corte estaria atrapalhando os andamentos do Governo, bem como agindo contra Princípios Constitucionais de forma geral; motivo pelo qual muitos pedem a “Lava Toga”, uma investigação dentro do Poder Judiciário, como foi feito nos Poderes Executivo e Legislativo com a operação “Lava Jato”.

Além disso, os manifestantes se colocam a favor da MP870, que mantém a reforma administrativa de Bolsonaro, o que engloba a manutenção do COAF nas mãos do Ministro Sérgio Moro e da FUNAI no Ministério de Damares, extingue o Ministério do Trabalho, dentre outras peculiaridades da reforma.

O Movimento Brasil Livre, assim como a Deputada Janaína Paschoal, se posicionou contra as manifestações do dia 26. O MBL afirmou que esse não era um bom momento para fazer manifestações, alegando também que os manifestantes estariam produzindo um golpe contra a República. Alguns membros do movimento também afirmaram que as pautas eram subjetivas.

No entanto, em nossa opinião, trata-se claramente de uma manifestação pacífica e ordeira, como todas as outras feitas pela população de bem, que se encontra há muito tempo indignada com a velha política. Ora, temos uma população indignada com os desmandos das últimas décadas indo às ruas em apoio ao presidente eleito. Se estamos falando de um ato espontâneo e ordeiro, advindo do povo, podemos afirmar que a manifestação é legítima e válida.

No entanto, em nossa opinião, trata-se claramente de uma manifestação pacífica e ordeira, como todas as outras feitas pela população de bem, que se encontra há muito tempo indignada com a velha política. Ora, temos uma população indignada com os desmandos das últimas décadas indo às ruas em apoio ao presidente eleito. Se estamos falando de um ato espontâneo e ordeiro, advindo do povo, podemos afirmar que a manifestação é legítima e válida.

Além de legítima e válida, o ato possui, sim, pautas claras e objetivas: 1) A reforma da Previdência, que envolve a preservação do futuro da nação, responsabilidade fiscal, geração de empregos, dentre outros aspectos de extrema importância; 2) Projeto de Lei anticrime do Ministro Sérgio Moro, visando a combater a gigantesca criminalidade que assola o país; 3) CPI da “Lava Toga”, o que garantiria maior transparência e segurança quanto aos atos do Poder Judiciário; 4) MP870, medida que envolve toda uma reforma administrativa prometida ao povo que elegeu o presidente da República.

Sendo assim, podemos concluir que temos uma manifestação espontânea, legítima e com pautas objetivas. Por este motivo, encorajamos o brasileiro a ir às ruas neste domingo (26), em defesa do Brasil, levantando as bandeiras e pautas tão importantes que temos.

Não podemos nos dar ao luxo de descansar, sendo certo que o presidente da República só conseguirá se sustentar com o apoio da nação que o elegeu. Infelizmente, não basta apenas votar nas eleições. Temos que nos fazer presentes. Todo o poder emana do povo e temos que deixar isto claro.