fbpx

Após pressão, plataformas assinam acordo com STF para “combate à desinformação”

O STF criou o Programa de Combate à Desinformação em 2021
Desinformação
Foto: Adem AY

Compartilhe

Google, YouTube, Meta, TikTok, Kwai e Microsoft assinam, nesta quinta-feira (6), um acordo com o Supremo Tribunal Federal (STF) para “combater a desinformação”. O X, antigo twitter, não está na lista de plataformas participantes. A assinatura é realizada pelo presidente do STF, ministro Roberto Barroso, e faz parte do Programa de Combate à Desinformação do STF.

Programa

O STF criou o Programa de Combate à Desinformação em 2021 para “combater práticas que afetam a confiança das pessoas no Supremo, distorcem ou alteram o significado das decisões e colocam em risco direitos fundamentais e a estabilidade democrática”. 104 parceiros, entre organizações, entidades, órgãos públicos e universidades, já aderiram ao programa.

Leia também:  Com aumento de 9%, Judiciário custou R$ 132,8 bi aos cofres públicos em 2023

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?