fbpx

CNJ abre investigação contra magistrados por apoio ao dia 08/01

Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) se reúne para analisar a Resolução que prevê o aumento da participação feminina nos tribunais federais, estaduais e do trabalho.
De acordo com a investigação, magistrados teriam não só apoiado os atos do 8 de janeiro, mas realizado transferências bancárias

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) apura a conduta de magistrados e servidores do judiciário brasileiro que, além de apoiar os atos do dia 8 de janeiro, fizeram transferências bancárias para patrocinar os atos.

As provas dessas transferências via PIX estão anexadas à apuração. O material está em sigilo, assim como os nomes dos autores das transferências. O Conselho considera as provas robustas e os envolvidos devem passar por uma investigação por suposto financiamento dos atos.

Desembargador na Mira do CNJ

O Corregedor Nacional de Justiça, ministro Luis Felipe Salomão, determinou a abertura de uma reclamação disciplinar contra o desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT), Sebastião Coelho da Silva.

O corregedor também determinou a quebra do sigilo bancário do desembargador, no período entre 1º de agosto de 2022 e 8 de janeiro de 2023, para identificar se ele financiou atos do dia 08 de janeiro. Sebastião Coelho da Silva é advogado de um dos réus  julgados nesta quarta-feira (13) pelo Supremo Tribunal Federal por suposto envolvimento nos atos do dia 08.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?