fbpx

Lula defende voto secreto para decisões do STF

Os julgamentos do STF são transmitidos pela TV Justiça desde 2002
Presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes e a presidente do STF, Rosa Wber, durante cerimônia de diplomação no TSE
Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

Compartilhe

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu que os votos dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) não sejam públicos. “A sociedade não tem que saber como vota um ministro da Suprema Corte”, afirmou o presidente. “Não acho que o cara precisa saber, votou a maioria, não precisa ninguém saber. Porque aí cada um que perde fica com raiva, cada um que ganha fica feliz”, completou. A declaração aconteceu em transmissão ao vivo nas redes sociais nesta terça-feira (5).

Nas últimas semanas o ministro do STF, Cristiano Zanin, passou a ser pressionado nas redes sociais por apoiadores de Lula. As críticas foram por seus votos em temas como a descriminalização da maconha e a penalização da LGBTQIA+fobia.

Leia também:  Ministra de Lula, Anielle Franco usa catástrofe no RS para pedir votos ao PT

“Para a gente não criar animosidade, eu acho que era preciso começar a pensar se não é o jeito da gente mudar o que está acontecendo no Brasil. Porque, do jeito que vai, daqui a pouco um ministro da Suprema Corte não pode mais sair na rua, passear com sua família, sabe, porque tem um cara que não gostou de uma decisão dele”. Os julgamentos que acontecem no plenário do STF têm transmissão na TV Justiça desde 2002.

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?