fbpx

Candidato à presidência do Equador é assassinado

O candidato estava em 2º lugar nas pesquisas, atrás de Luisa González, candidata de esquerda

O candidato à presidência do Equador Fernando Villavicencio foi assassinado a tiros após reunião política, nesta quarta-feira (9) faltando pouco mais de uma semana para as eleições.

Villavicencio deixava uma reunião na cidade de Quito, capital do país, quando foi alvejado com três tiros. A morte foi confirmada pelos assessores do candidato.

Fernando Villavicencio era deputado e líder da base de apoio do presidente Guillermo Lasso. De acordo com informações da CNN Brasil, o candidato estava em segundo lugar nas pesquisas de intenções de voto para as eleições previstas para acontecer no domingo (20).

Villavicencio fazia uma campanha de combate a corrupção, usando o político de oposição Rafael Correa, acusado de ter recebido dinheiro da Odebrecht, nas investigações da operação Lava Jato. Atualmente, ele está exilado em Bruchellas, na Bélgica. Luisa González, candidata de esquerda que ocupa o primeiro lugar nas pesquisas, tem o apoio de Rafael Correa.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?