fbpx

Influenciadora é acusada de transfobia por curtir posts anti-woke

Flávia Calina tem mais de 10 milhões de seguidores nas redes sociais e aborda maternidade e educação infantil em seus vídeos

A YouTuber Flávia Calina está sendo acusada de transfobia nas redes sociais por curtir publicações que criticam pessoas transexuais em esportes femininos.

Nesta semana, internautas vasculharam o perfil da influenciadora no Twitter e prints de alguns tweets em que ela interagia com likes em publicações contra a agenda woke rodaram pela rede, levando Flávia Calina aos assuntos mais comentados.

Twitteiros consideraram absurdas postagens criticando a modelo trans Rikkie Valerie Kollé, de 22 anos, que foi eleita Miss Holanda no início de julho.

“O Twitter impressionado que a Flávia Calina é transfóbica kkkkkkkkk gente a gata é extremamente crente cristã fervorosa mesmo e vocês realmente não esperavam isso?” disse um usuário.

“Flávia Calina segue o Nikolas Ferreira minha vida é uma farsa. Como alguém que prega tanto amor pode seguir este homem?”, lamentou outra.

Ex-professora, cristã e mãe de quatro filhos, Flávia tem mais de 10 milhões de seguidores em suas contas do Instagram e YouTube e aborda temas sobre maternidade em seu canal, passando dicas de educação infantil.

Após a repercussão, Flávia desativou sua conta na rede social de Elon Musk.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?